Brumadinho: apenas um "incidente", segundo Zema

Brumadinho: apenas um "incidente", segundo Zema

Hoje o Governador de Minas, o “eficiente” Zema, do tal Partido Novo, que de novo nada tem, declarou que o rompimento da barragem de Brumadinho foi um “incidente” e que a Vale “reconheceu o erro” (leia aqui a reportagem da Fórum)

Em homenagem às vítimas desse “incidente”, publico aqui um vídeo feito pelo Pedro Junqueira e dois amigos, jovens estudantes que foram para lá para solidarizar-se, no âmbito do OPA — Observatório Popular dos Atingidos no Quadrilátero Ferrífero . Um retrato dos que vivem de fato a tragédia que o tal governador finge ignorar.

Read More

De braços (e mentes) fechados

De braços (e mentes) fechados

Triste domingo de chuva o desta Virada Cultural de 2017 em São Paulo. Não bastasse o fiasco do evento cultural – sejamos justos, a chuva não ajudou – deslocado para fora do centro, mas sem conseguir levar quase ninguém para o distante Anhembi ou para a Chácara do Jóquei, a tristeza que se abateu sobre a cidade deu-se por contatarmos que um evento que deveria ser o da celebração da vida, da cultura e da cidade democrática, transformou-se em uma cortina de fumaça para uma ação truculenta e fascistoide de higiene social: o desmanche violento do Programa Braços Abertos, na Cracolândia. O mais triste, porém, talvez seja ver a indiferença dos paulistanos que, afinal, votaram em grande parte nesse prefeito, com o que ocorreu ali.

Foto: Alice Vergueiro

Read More

O Golpe e o MInha Casa, MInha Vida

O Golpe e o MInha Casa, MInha Vida

O processo de supressão sistemática das conquistas sociais que o governo ilegítimo vem promovendo se caracteriza pelas mudanças nos pormenores, nas entrelinhas.  Porém, com enrome impacto. Tratam-se de aspectos técnicos que o cidadão não especializado tem dificuldade em acompanhar, sequer consegue saber. Faz parte da estratégia, e assim vão sendo feitos os retrocessos em todas as áreas, na saúde, na previdência ou, por exemplo, na normativa sobre a regularização fundiária, que o governo quer alterar por meio da MP 759. A população precisa ser especializada em tudo para poder acompanhar o que está sendo feita com ela, o que é impossível. Daí a importância de cada um, em sua área, fazer a devida fiscalização. Apresentamos aqui os retrocessos que estão sendo sorrateiramente implementados no Programa MInha Casa, Minha Vida, a mais importante política de financiamento habitacional que o país teve para os mais pobres.

Read More

Era o Hotel Cambridge

Era o Hotel Cambridge

Dia 16 de março estreia no circuito comercial um filme ímpar: Era o Hotel Cambridge, da diretora Eliane Caffé; Feito coletivamente com outros profissionais de talento, mas também com os moradores, as lideranças do movimento e estudantes de arquitetura, mistura ficção com documentário para mostrar a outra face. Aquela que as classes mais altas não vêem, porque o problema da habitação, para elas é invisível. 

Read More

Donald Dória e a política dos factoides

Deu muito o que falar nas mídias sociais o recente vídeo difundido pela prefeitura de São Paulo, “Road Show”, colocando literalmente a cidade à venda para eventuais investidores interessados na privatização dos mais diversos equipamentos e serviços. Ao discutir sobre ele, comentar, escrever, estamos fazendo exatamente aquilo para o que essa peça de propaganda foi criada. Mas vamos lá, acho que ainda assim vale um pequeno comentário crítico.

Read More

A complexidade da gestão pública no Brasil: para além do discurso da “eficiência empresarial”, no caso da política habitacional.

A Folha de S.Paulo publicou no domingo, 30/10, uma matéria intitulada “Dória quer 'destravar' projetos de habitação popular com parcerias”. Não temos ainda definição de quem conduzirá a política habitacional na cidade. É uma boa notícia que, ao menos, o prefeito eleito tenha aparentemente explicitado um pouco de suas ideias a respeito. Permito-me, por isso, fazer alguns comentários. E adianto, de antemão, que expressam certa preocupação.

Read More

A histeria despolitizada com a falta de água; ou a velha e boa manipulação da mídia

A histeria despolitizada com a falta de água; ou a velha e boa manipulação da mídia

Quando a vaca foi pro brejo (sem água) de vez, assistimos a uma sutil, mas como sempre bem orquestrada, despolitização dos fatos. De umas semanas para cá, a questão da água, ao ler a grande mídia, não é mais um problema do Estado de São Paulo, mas do Brasil, senão do mundo. Sutilmente, editoriais e colunistas começam a "despolitizar" a questão no âmbito estadual, para "politizá-la" no âmbito mais geral. São todos culpados, do prefeito à presidenta, o que dilui, evidentemente, as responsabilidades. Que ninguém se engane: a água no mundo está se tornando escassa, mas o que temos aqui é mesmo um problema local: o colapso total da (des)política de gestão hídrica capitaneada pelo Governo do Estado e pela Sabesp. E não adianta mais nem chover.

Read More

A pane no metrô: dos rolêzinhos à irresponsabilidade política.

A pane no metrô: dos rolêzinhos à irresponsabilidade política.

Seria muito, mas muito bom que o governador provasse, o quanto antes, as graves acusações que fez sobre a interrupção do dia 5 no metrô de São Paulo e toda a confusão que se seguiu: a de que ela foi provocada pela ação de "vândalos". Caso não consiga, estaremos face a um perigoso cenário em que  não há limites para criar versões que isentem os governos de suas responsabilidades.  

(foto do site Rede Brasil Atual)

 

 

Read More